quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Recaídas minhas.


-Após um certo tempo enganando a mim mesma cheguei a uma bela conclusão a minha dor não havia ido embora.

Hoje somente hoje num crepúsculo frio ela voltou tocou em meu ombro e me causou lágrimas nos olhos,senti a dor apertar no fundo do peito e a garganta dar um nó eu quis gritar mas não pude.Encolhi-me na cama e senti as lágrimas escorrerem e as lembranças passaram diante de meus olhos.

Senti uma saudade em mim,meu corpo tremia meu estômago remexia o sangue estava fervendo e eu quis encontrar-te,quis falar da minha saudade quis pedir-lhe minhas desculpasmas não foi possivel,você já havia partido ou mesmo desaparecido deixando-me apenas algumas lembranças que parecem ser apagadas ao longo do tempo.

Enquanto me contorcia em dor e desespero ouvi a chuva cair do céu sob o telhado da velha casa a qual continuo morando e me concentrei naquilo mas a dor latejava em mim sem tréguas.Ergui meus olhos do escuro e me deparei com sua imagem próxima a mim e num salto levantei da cama mas percebi que não passara de uma miragem a sua assombração que voltara a me perseguir!

Um coração quebrado uma alma em pedaços compunha meu corpo mirrado.Não sei o porque mas afastei a "Luz" que me iluminara e aquilo que me mantivera fora de suas lembranças,talvez por recordar da data em que nos conhecemos.Mas hoje e agora a data mais próxima é a de sua partida.

Pesadelos voltaram a me assombrar e não consigo mais saber quem é quem,realidade se mistura com fixão e eu só gostaria de estar longe daqui,gostaria de não ter dito tantas palavras e hoje não possuo nem sobras.

Meus pensamentos me guiam e minhas lágrimas me aliviam,nada me resta se não sobreviver aquilo que me mata e me impede de viver.

Mas sempre voltaremos a nos encontrar ainda que forças eu não tenha,sempre lhes contarei as histórias de minha alma atormentada e perdida.


My Immortal - Evanescence

Estou tão cansada de estar aquiReprimida por todos os meus medos infantisE se você tiver que irEu desejo que você vá logoPorque sua presença ainda permanece aquiE isso não vai me deixar em pazEssas feridas parecem não querer cicatrizarEssa dor é muito realIsso é simplesmente muito mais do que o tempo nãopode apagarQuando você chorou eu enxuguei todas as suas lágrimasQuando você gritou eu lutei contra todos os seus medosEu segurei a sua mão por todos esses anosMas você ainda tem tudo de mimVocê costumava me cativarPela sua luz ressonanteAgora eu estou limitada pela vida que você deixou para trásSeu rosto assombraTodos os meus sonhos, que já foram agradáveisSua voz expulsouToda a sanidade em mimEssas feridas parecem não querer cicatrizarEssa dor é muito realIsso é simplesmente muito mais do que o tempo nãopode apagarQuando você chorou eu enxuguei todas as suas lágrimasQuando você gritou eu lutei contra todos os seus medosEu segurei a sua mão por todos esses anosMas você ainda tem tudo de mimEu tentei com todas as forças dizer a mim mesma quevocê se foiMas embora você ainda esteja comigoEu tenho estado sozinha todo esse tempo.Quando você chorou eu enxuguei todas as suas lágrimasQuando você gritou eu lutei contra todos os seus medosEu segurei a sua mão por todos esses anosMas você ainda tem tudo de mim Mim...Mim...

Um comentário:

  1. legall...

    to seguindo...segue ai:

    http://overdosevip.blogspot.com

    ResponderExcluir